Segunda-feira, 10 de Outubro de 2011

FICHA FORMATIVA

 

FICHA FORMATIVA SOBRE O TEMA A CARACTERIZAÇÃO DA FILOSOFIA

 

ACTIVIDADE 1

 

1 – Os três elementos centrais da actividade filosófica são os problemas, as teorias e os argumentos. Que relação existe entre esses três elementos?

 

2- Dos problemas seguintes assinala os que são filosóficos. Justifica a tua resposta.

a) Como combater a sida?

b) O que é a sida?

c) Que devo fazer para não contrair sida?

d) Será que os programas de televisão violentos provocam um aumento da agressividade do comportamento das crianças que a eles assistem?

e) As lesões cerebrais provocam alterações de personalidade?

f) O que distingue uma obra artística de uma obra não-artística?

g) A pena de morte é moralmente legítima?

h) Será que graves deficiências de nutrição na infância impedem um desenvolvimento adequado da inteligência?

i)É possível falar de normas morais objectivas sem Deus? Pode a moral ser independente da religião?

j) Será que podemos ser responsabilizados pelas nossas acções se não formos livres?

 

3 – Indica as disciplinas filosóficas que tratam dos seguintes problemas?

 

a) Será que é justo o Estado cobrar impostos tirando aos mais ricos para beneficiar os mais pobres?

b) Como compatibilizar a crença num Deus bom e omnipotente com a existência de mal e sofrimento no mundo?

c) Haverá princípios ou verdades morais que sejam objectivos?

d) Os problemas morais são uma questão de opinião pessoal?

e) Que características deve um conhecimento possuir para ser considerado científico?

f) As acções são boas em si mesmas (independentemente das consequências) ou o seu valor depende dos resultados?

g) Temos uma alma que sobreviverá à morte do corpo ou que deixará de existir assim que o corpo morrer?

h) Temos o dever de ajudar os outros ou a nossa única obrigação moral é não os prejudicar?

i) Há alguma guerra que seja justa?

j) Quem ainda não nasceu tem direitos?

k) Temos o direito de antecipar a nossa morte ou de morrer por nossa vontade?

 

4 – Mostra por que razão somente uma das afirmações é correcta.

a) O método da filosofia é a observação.

b) O método da filosofia é a demonstração matemática.

c) Filosofar é pensar sem regras.

d) Filosofar é pensar livremente obedecendo a regras lógicas.

 

 

5 - Sendo um estudo conceptual (apriori) a filosofia não atribui importância às informações empíricas. Esta afirmação é verdadeira? Justifica.

 

6 – A filosofia é o estudo de todas as nossas crenças. Esta afirmação é verdadeira? Justifica.

 

 

 

 

 

 

 

FICHA FORMATIVA SOBRE O TEMA A CARACTERIZAÇÃO DA FILOSOFIA

 

SOLUÇÕES

ACTIVIDADE 1

 

1 – Os problemas são as questões a que se procura responder mediante teorias baseadas em argumentos.

 

2- Dos problemas seguintes assinala os que são filosóficos. Justifica a tua resposta.

 

a) Trata-se de um problema médico e social

b) Trata-se de um problema médico. Há resposta empírica para o problema, isto é, sabe-se em que consiste a sida.

c) Não é um problema filosófico mas sim uma questão de prevenção e de consciencialização dos perigos decorrentes de contrair a doença.

d) Trata-se de um problema de psicologia social a que se tem tentado dar resposta utilizando o método experimental

e) Trata-se de um problema de psicologia fisiológica que pode ser estudado empiricamente. O caso de Phineas Gage é um bom exemplo.

f) Trata-se de um problema filosófico porque para lhe responder temos de saber o que é a arte ou «quando há arte».Essa questão não pode ser resolvida recorrendo a métodos empíricos mas unicamente a argumentos.

g) Trata-se de uma questão filosófica porque pergunta pela moralidade da pena de morte e não pela sua legalidade. Estão em jogo crenças fundamentais acerca do valor da vida humana.

h) Trata-se de uma questão de psicologia do desenvolvimento que mesmo nesse campo é de difícil resposta porque se colocam questões técnicas e éticas na utilização de certos métodos.

i) Questão filosófica.Pergunta-se pela objectividade dos juízos, princípios e normas morais e se essa objectividade é possível sem Deus.

j) Questão filosófica.Trata-se do problema do livre – arbítrio. Se não formos livres poderemos ser responsabilizados pelas nossas acções?

 

3 – Indica as disciplinas filosóficas que tratam dos seguintes problemas?

 

a) Filosofia política.

b) Filosofia da religião.

c) Ética ou Filosofia moral

d) Ética ou Filosofia moral

e) Epistemologia ou filosofia do conhecimento.

f) Ética ou Filosofia moral

g) Metafísica e filosofia da religião.

h) Ética ou Filosofia moral, na sua vertente prática.

i) Ética ou Filosofia moral, na sua vertente prática

j) Ética ou Filosofia moral, na sua vertente prática

k) Ética ou Filosofia moral, na sua vertente prática

 

4 – d) Filosofar é pensar livremente obedecendo a regras lógicas.

A filosofia consiste em responder a problemas recorrendo a argumentos que devem ser bons para que construam boas teorias. Pensa-se e argumenta-se com base em regras lógicas. A diversidade de respostas é sintoma de liberdade do pensamento. A liberdade do pensamento não é sinónimo de anarquia lógica. Os argumentos têm de ser bons, válidos e persuasivos.

 

5 - Esta afirmação é falsa. O carácter conceptual da filosofia não significa que esta unicamente relacione conceitos e ideias. Não é possível argumentar de forma racionalmente persuasiva acerca da moralidade do aborto, da eutanásia, da clonagem sem informação empírica. Não é possível defender que devemos ser vegetarianos se não tivermos dados empíricos credíveis que mostrem que o consumo de carne é dispensável.

 

6 – A afirmação é falsa. A filosofia só estuda as nossas crenças básicas e fundamentais. Acreditar que há vida em Marte é uma crença que a filosofia não estuda. As crenças empíricas, que podem ser avaliadas por meios empíricos não são objecto de estudo filosófico.



publicado por ideias-em-movimento às 00:13
Domingo, 09 de Outubro de 2011
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   Sinopse Um rapaz de oito anos, Bruno (Asa Butterfield) é o protegido    filho de um agente nazi (David Thewlis) cuja promoção leva a família a sair da sua     confortável casa em Berlim para uma despovoada região onde o solitário jovem não encontra nada para fazer nem ninguém com quem brincar. Esmagado pelo aborrecimento e traído pela curiosidade, Bruno ignora os constantes avisos da mãe (Vera Farmiga) para não explorar o jardim, por detrás da casa, e dirige-se à quinta que viu ali perto. Nesse local, Bruno conhece Shmuel (Jack Scanlon), um rapaz da sua idade que vive numa realidade paralela, do outro lado da vedação de arame farpado. O encontro de Bruno com este rapaz de pijama às riscas vai arrancá-lo da sua inocência e resultar no despontar da sua consciência sobre o mundo adulto que o rodeia. Os repetidos e secretos encontros com Shmuel desaguam numa amizade com consequências inesperadas e devastadoras.


publicado por ideias-em-movimento às 22:22
Domingo, 09 de Outubro de 2011

Ética, Moral e Humanismo

Fernando Savater nasceu em 1947 em Espanha.
Este filósofo escreveu varias obras, "Ética para um jovem" foi uma delas que nos vai interessar para o assunto que vamos falar: A ética.

O que é a ética?


A ética é uma das disciplinas filosóficas, que investiga problemas que surgem do facto de vivermos em sociedade e de as nossas acções terem consequências sobre as outras pessoas ou sobre outros seres. Ela debruça-se sobre valores como a justiça, igualdade, liberdade, patriotismo e alguns conceitos como o direito e o dever, que podem ter influência nas nossas acções. Esta disciplina avalia e pondera o que é uma acção boa ou o que é uma acção má, que possa pôr em causa os direitos e deveres de cada um, tendo nós consciência e responsabilidade pelos nossos actos, reflecte sobre a moral humana.

No livro "Ética para um jovem", de Fernando Savater, é focada a igualdade, liberdade e justiça.

 

Ed. D. Quixote

 

 

Filosofia para um Jovem

 

A filosofia é uma capacidade intrínseca a qualquer ser consciente, na medida em que todos nós nos questionamos sobre temas como a justiça, a felicidade, a dor e a morte. Neste livro, Javier Sádaba convida-nos fundamentalmente a participar num diálogo aberto sobre a vida e a existência, imprescindível para esclarecer o conhecimento que temos do mundo e de nós mesmos. Além de responder a questões basilares como: «Para que serve a filosofia?», Sádaba inclui no final do livro um glossário alfabético bastante completo, que engloba alguns dos conceitos mais importantes da filosofia, tais como: «a priori» (o que se pode conhecer sem recorrer à experiência); «tautologia» (repetição da mesma ideia, conceito fundamental introduzido por Wittgenstein); entre dezenas de outros. Filosofia para Um Jovem, escrito com clareza e simplicidade, impelirá, de certo, não só os mais jovens como também os adultos a abraçar o fascinante mundo da filosofia. (Ed. Presença)


publicado por ideias-em-movimento às 22:12
Domingo, 09 de Outubro de 2011

         Em qualquer área de conhecimento, a medicina, por exemplo, à medida que vai havendo necessidade de maior aprofundamento dos fenómenos (uma doença), torna-se indispensável avançar para áreas de especialização. Assim, a partir da medicina, foram surgindo diferentes sub-áreas especializadas como a dermatologia, ontorinolaringologia, cardiologia, etc.. Também na área de conhecimento da filosofia, dada a complexidade do seu objecto de estudo, foi necessário organizar em sub-disciplinas os diferentes temas/objectos de reflexão filosófica. Desta forma torna-se mais fácil enquadrar os diferentes problemas filosóficos, de acordo com a especificidade dos conteúdos que cada um deles aborda. Neste sentido, passo a apresentar as diferentes áreas de reflexão filosófica (especialidades da filosofia), ilustrando cada uma delas com um determinado tipo de problemas específicos.

 

    • Filosofia da Religião
      Deus  existe? O mal que há no mundo é compatível com a existência de Deus? Até que  ponto a fé religiosa deve estar ao abrigo de discussão?
 
    • Axiologia e Ética ou Filosofia Moral
      Há padrões morais comuns a todos os seres humanos? Ou todas as  normas morais são relativas a grupos humanos? A pena de morte é moralmente  aceitável? E o aborto? E a eutanásia?
 
    • Axiologia e Estética
      O que é a arte? Como é que  um objecto se torna artístico? Por uma propriedade desse objecto? Pela sensibilidade de quem o contempla?
    • Filosofia do Direito
      O que é o Direito? O Direito é expressão de uma vontade comum? É a concretização (imperfeita) da  ideia de Justiça? É instrumento de poder de alguns? Como se justifica a punição  de um criminoso? Vingança? Protecção da sociedade? Recuperação?
    • Filosofia Política
      O que é o Estado? O Estado é um bem? É um mal menor? É necessário ou poderíamos dispensá-lo? Até  onde deve ir o seu poder? Em que condições é legítimo um Estado intervir nos  assuntos internos de outro Estado?
    • Filosofia do Conhecimento ou Epistemologia
      O que é a verdade? Há verdade em matéria moral, política e religiosa ou ela só é possível nas ciências da natureza? Ou nem mesmo nessas ciências encontramos verdades?
 
  • Ontologia e Metafísica
    Que é a realidade? Uma pedra, o valor de uma mercadoria e um sonho são igualmente reais? Há critérios seguros para distinguirmos as aparências da realidade?
    (transcrito de RODRIGUES, Luís - Filosofia: 10º ano)


publicado por ideias-em-movimento às 17:29
Neste blog, as ideias têm que estar em movimento, sujeitas a partilha, é esta a condição. Podemos fazê-lo de multiplas formas, através do comentário, discussão e debate, questionando a nossa realidade para a perceber melhor.
mais sobre mim
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


arquivos
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO